Ipilimumabe + nivolumabe em melanoma metastático refratário ao bloqueio PD-1


Um estudo randomizado de fase 2, publicado por VanderWalde et al. na Nature Medicine (agosto, 2023), demonstrou que o ipilimumabe em combinação com o nivolumabe pode ser uma terapia de segunda linha eficaz em pacientes com melanoma metastático refratário ao bloqueio PD-1.

Os pesquisadores incluíram 91 pacientes com melanoma metastático refratário, que já tinham sido tratados com um inibidor PD-1 e não tinham recebido um inibidor CTLA-4. Desses, 68 pacientes foram distribuídos aleatoriamente para receber ipilimumabe + nivolumabe e 23 pacientes para receber apenas ipilimumabe.

“Neste estudo, o bloqueio da proteína 4 dos linfócitos T citotóxicos (CTLA-4) com continuação do bloqueio da proteína 1 de morte programada (PD-1) em pacientes com melanoma metastático que receberam anti-PD-1 de primeira linha ou a terapia contra o ligante 1 da morte celular programada 1 e cujos tumores progrediram foi testada em comparação com o bloqueio de CTLA-4 sozinho.”

Segundo os autores, a combinação de nivolumabe e ipilimumabe resultou em uma melhora estatisticamente significativa (37%) na sobrevida livre de progressão em relação ao ipilimumabe (taxa de risco   =   0,63, intervalo de confiança (IC) de 90%   =   0,41–0,97, P unilateral   =   0,04). As taxas de resposta objetiva foram de 28% (IC de 90% = 19–38%) e 9% (IC de 90% = 2–25%), respectivamente (P unilateral = 0,05).

Estas descobertas demonstraram que a terapia combinada pode prolongar a sobrevida livre de progressão e ajudar os pacientes a superar a resistência a imunoterapias anteriores.

 

Clique aqui e leia o artigo na íntegra

LEIA TAMBÉM


Queratose actínica: desafios atuais e questões sem resposta.

Uma revisão publicada por Malvehy et al. (JEADV, junho 2024) teve como objetivo fornecer uma visão geral das características da...

Geração Z em risco de câncer de pele devido ao aumento das taxas de bronzeamento e queimaduras

Uma pesquisa realizada pela Academia Americana de Dermatologia (AAD) com mais de mil pessoas nos EUA mostrou que a Geração...

Doenças crônicas da pele na infância: estigmatização e impacto na saúde mental

Como a extensão da estigmatização está associada à visibilidade da doença, gravidade, saúde mental e qualidade de vida em crianças...

Recomendações de especialistas sobre o uso de terapêutica tópica para vitiligo em pacientes pediátricos, adolescentes e adultos jovens

Um artigo publicado no JAMA Dermatology (março, 2024) por Renert-Yuval et al. buscou desenvolver um consenso sobre o diagnóstico e...

Acne e tratamento de acne em pacientes transgêneros

Quais são as experiências vividas de acne e tratamento da acne entre indivíduos transexuais e de gêneros diversos? Essa foi...

Uma discussão sobre diagnóstico e tratamento da onicomicose e o aumento da resistência às terapias antifúngicas

Um artigo publicado no site da American Academy of Dermatology (AAD), por Allison Evans, analisou o diagnóstico e o tratamento...

Associação de linfedema de membros inferiores e câncer de pele

Um estudo de coorte retrospectivo, publicado por Anand et al. na Mayo Clinic Proceedings (novembro, 2023), buscou determinar se pacientes...

Avanços recentes na biologia da vitamina D

Um artigo publicado por Slominski et al. na edição de outubro do Journal of Investigative Dermatology, intitulado “Avanços recentes na...

Estratégias potencializadas pela nanotecnologia no tratamento do câncer de pele

A integração de múltiplas modalidades terapêuticas para abordar seletivamente as vias de promoção do câncer ou de manutenção de células...

BECAS PARA DERMATOLOGISTAS JOVENS

XLI RADLA REUNIÃO ANUAL DOS DERMATOLOGISTAS LATINO-AMERICANOS                           ...